O Instituto


HISTÓRIA

O Instituto Roche nasceu em 1975, na rua Uruguai, da necessidade encontrada por Monsieur Alexandre Roche de criar e desenvolver um método de ensino de francês específico para brasileiros, adequando cultura e língua. Inicialmente o professor ministrava suas aulas a pequenos grupos de alunos, até o momento em que o espaço ficou pequeno para tanto conhecimento. Assim, em 1988 teve a sede transferida para a rua Ramiro Barcelos, onde continua até hoje.

Logo Antigo

Inspirado em Piaget e Wallon, o mestre dedicou-se ao ensino e ao seu método, envolvendo-se em cada detalhe do seu Instituto, inclusive na idealização do primeiro logo. Criou um novo ambiente em sala de aula, e transmitiu sua experiência e paixão a todos os professores que passaram a fazer parte do Instituto. 

Ao seu lado, Madame Graziella Roche, sua esposa, ajudou-o a trilhar os rumos tanto da escola quanto da metodologia, tendo dado continuidade ao trabalho desenvolvido após o falecimento de seu marido, enquanto pôde. Hoje, com mais de 40 anos de experiência, o Instituto rendeu frutos. Inúmeros alunos, incontáveis aulas, amizades criadas e sonhos que se realizaram fazem parte da história deste instituto que, acima de tudo, investe em um ambiente acolhedor com destaque para a convivência, a troca e a simplicidade de uma verdadeira pedagogia que valorize a vivência e a pluralidade cultural.


O GRANDE MONSIEUR ROCHE

O GRANDE MONSIEUR ROCHE

Alexandre Aimé Ernest Roche foi professor de francês no exterior desde 1946 e iniciou suas atividades pedagógicas na Alexandria, no Egito, vindo posteriormente ao Brasil, onde ocupou o cargo de diretor da Alliance Française de Natal, Rio Grande do Norte e, sucessivamente, de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. 

Monsieur Roche recebeu o título de Cidadão de Honra da Cidade de Natal - RN (1958), a Medalha Cidade de Porto Alegre - RS (2002), o troféu de Gaúcho Honorário - RS (2002), o título de Doutor Honoris Causa pela UFRGS (2010) e Medalha do Mérito Farroupilha (2010) pela Assembleia Legislativa do RGS.

Em 2012 o Conselho da Ordem de Rio Branco agracia, a título póstumo, o professor Alexandre A. E. Roche, com grau de Oficial.